quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Um Objeto que me Descreva?!!?


Hoje recebi um telefonema, onde pediram para levar um objeto que possa me descrever, bom bacana a ideia,  mas nunca pensei que seria essa uma tarefa bem complicada de cumprir. Parando pra pensar, sempre que temos que achar uma forma de descrever como somos, parece que não existem palavras, elas somem, desaparecem por tempo indeterminado... coisa que é tão fácil quando temos que descrever o outro, um alguém até aqueles que nem conhecemos realmente a fundo, com essa história toda, chego a conclusão que realmente não nos conhecemos de verdade, no fundo não sabemos quase nada de nós mesmos o que é realmente estranho não? Pare agora um minuto e pense, você saberia se descrever em uma folha de 30 linhas? Eu realmente, acho que não, talvez enrolaria algumas boas linhas sobre coisas que talvez nem seria realmente a minha pessoa.
Pois bem, comecei loucamente a pensar o que poderia ser esse objeto que me descreve, até mesmo a perguntar a algumas pessoas nas quais me conhecem bastante, e o coisinha difícil... Até no cachorro falaram, mas isso não seria um ser vivo?? (risos) Até pensei em levar um livro, talvez Pequeno Príncipe, que diz muitas verdades sobre a vida, e cada vez que lemos podemos tirar algo novo nele, mas aí cheguei a conclusão que ele não me descreve, pois o que esse livro poderia falar sobre como sou?? Ai vem mais uma vez a confusão do que levar, e eu realmente não sei! Será que levo meu Ipod?? (risos) Se alguém tiver alguma ideia, por gentileza me ajude....

Para finalizar, já que comentei sobre o Pequeno Príncipe, deixo para finalizar meu desabafo, uma frase da qual amo do livro: "Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos."

Fico por aqui, pensando e rindo, quem sabe por fim poetizar!

Um comentário:

Joy Kwiat disse...

Espelhos, fontes de água corrente, bonacas de porcelana, forminhas de gelo, chapéus, óculos de sol, laços e fitas, e uma rosa do meu jardim de amigos... te identifico em tantas coisas bonitas e brilhantes e em movimento! Uma aperelho de som tocando Marisa Monte "Há um vilarejo ali, onde areja um vento bom..."

Saudades de nós rindo!